Kilmainham Gaol

Hoje fomos visitar a Kilmainham Gaol, antiga prisão de Dublin que abrigou, além de criminosos, figuras políticas envolvidas na luta pela independência da Irlanda.

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19332849095/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19145270928/in/dateposted-public/

Em 1796, quando foi inaugurada, era uma das mais modernas prisões irlandesas. Inicialmente, mais da metade dos prisioneiros eram devedores, outros estavam detidos por roubo, abuso, prostituição, alcoolismo ou por mendigar. Nos primeiros 50 anos, não havia vidro nas janelas, nem eletricidade, então podemos imaginar as condições no inverno…  Os prisioneiros só ganhavam uma vela a cada duas semanas.

Durante a primeira metade do século 19, mais de 4 mil prisioneiros, condenados por crimes graves ou até leves, foram enviados da Irlanda para Austrália, e todos passaram pelo Kilmainham Gaol antes de embarcarem para o exílio.

Até 1865 pessoas condenadas por assassinato ou roubo com violência eram condenadas à morte por enforcamento público.

O que mais me comoveu foi o sofrimento do povo irlandês durante a Grande Fome, entre 1845 e 1850, quando as plantações de batatas foram destruídas por fungos e mais de 1 milhão de irlandeses morreu de fome. No desespero, muitos adultos e crianças (o mais novo tinha apenas 5 anos) passaram a cometer pequenos crimes, como roubar comida, para ir para a cadeia e lá receber três refeições por dia. Eles preferiam perder sua liberdade e correr o risco de morrer em decorrência das doenças existentes na cadeia, do que se entregar à morte por fome. Por ordens da coroa britânica, em 1850 mais de 9 mil pessoas foram presas em Kilmainham por pedirem esmolas nas ruas, e a prisão viveu a sua pior fase de superlotação.

Em 1862 foi inaugurada a asa leste, com 96 celas, onde os encarcerados eram mantidos sozinhos e deviam manter silêncio, ler a bíblia e arrepender-se de seus crimes. Em 1867 os prisioneiros comuns foram libertados e a cadeia passou a ser usada para traidores políticos, que lutavam pela independência irlandesa. Primeiramente foram encarcerados os integrantes do grupo “The Fenians” em 1867. Em 1881 foi a vez de Parnell e seus parceiros, por se oporem ao “Land Act” introduzido pelo governo britânico. Os participantes do grupo denominado “The Invincibles” foram presos em 1882, por terem assassinado dois oficiais britânicos, e executados no ano seguinte. Em 1910 a prisão foi fechada, mas reaberta logo após a “Segunda-feira de Páscoa de 1916”, quando o povo irlandês iniciou a guerra pela independência. Em 1921 foi assinado um acordo com o governo britânico, garantindo maior liberdade para a Irlanda, mas não sua independência. Isso causou revolta nos que defendiam a criação da República da Irlanda, e culminou em Guerra Civil entre 1922 e 1924. Em 1924, o último prisioneiro, Eamon de Valera, foi libertado e a cadeia fechada. Posteriormente ele se tornou presidente da Irlanda.

Após anos de abandono, em 1960, centenas de voluntários de uniram para restaurar a prisão e preservar uma parte tão importante da história irlandesa. Em 1986 a administração do espaço passou para o governo irlandês, que o mantém aberto ao público e com diversas visitas guiadas diariamente.

Inicialmente não gostamos da ideia de só podermos visitar com o acompanhamento do guia, porque gostamos de caminhar e observar as coisas à medida que vão nos interessando. Mas, ao fim da visita, digo que valeu a pena esperar pela visita guiada porque assim conhecemos a história do local e pudemos imaginar um pouco do que se passou entre aquelas paredes. Enquanto aguardávamos pelo horário da visita, circulamos pelo museu onde estão expostos alguns artigos que eram usados na cadeia.

Armas dos guardas:

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19145402470/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19306824016/in/dateposted-public/

Câmera usada para manter histórico dos detentos:

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19306934716/in/dateposted-public/

Balança usada para pesar a porção de comida que cada prisioneiro receberia:

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/18710367964/in/dateposted-public/

Algemas, chaves, fechaduras…

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19336825431/in/dateposted-public/

A guia então nos dirigiu à capela da prisão, onde ela fez uma introdução dos acontecimentos em Kilmainham Gaol.

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19306632606/in/dateposted-public/

Após, circulamos pela área mais antiga da cadeia e pelo corredor onde foram encarcerados os presos de 1916.

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19145095168/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19145079350/in/dateposted-public/

Depois conhecemos a asa leste:

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19306618906/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19145072180/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19146568989/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19145065910/in/dateposted-public/

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19146567629/in/dateposted-public/

Em seguida passamos pela área onde mulheres e crianças se exercitavam, sem poder olhar nem conversar entre eles. E, por fim, fomos ao pátio onde os republicanos que lutaram pela independência da Irlanda foram executados em 1916.

https://www.flickr.com/photos/131057267@N05/19326640532/in/dateposted-public/

A visita valeu muito a pena por conhecer a história da Irlanda e saber o quanto este povo lutou (e sofreu) pela sua independência.

Entrada:

  • Adulto – €7.00
  • Idosos/Grupos – €5.00
  • Crianças/Estudantes – €3.00
  • Famílias – €17.00

*** Na primeira quarta-feira de cada mês esta atração é gratuita.

Horários de funcionamento:

  • Abril a Setembro: Diariamente 09:30 – 18:00 (última entrada às 17:00)
  • Outubro a Março: Segunda a Sábado 09:30 – 17:30 (última entrada às 16:30) / Domingo: 10:00 – 18:00 (última entrada às 17:00)

Duração média da visita: 1h 15min

Endereço: Kilmainham Gaol, Inchicore Road, Kilmainham, Dublin 8 (50min caminhando da nossa casa)

Site oficial: http://www.heritageireland.ie/en/kilmainhamgaol/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s