10 dicas para economizar em passagens aéreas

Quem não gosta de economizar um pouquinho onde pode, hein? Eu sou do time “quanto mais economizar aqui, mais consigo viajar ali“. A cada centavo que poupo em algo dispensável, é um a mais contando para eu poder aproveitar e viver outra experiência! Nesse artigo, não vou dar receitas mirabolantes de uma guru de promoções, mas vou sim listar as minhas dicas, que eu aplico quando pesquiso as passagens para as minhas viagens. Vem andar sem fronteiras comigo?

1. Costumo sempre pesquisar pelo Google Flights e Viajanet, que assim consigo pesquisar as datas mais baratas e ativar alertas por e-mail.

2. Usa uma janela anônima/sem registo/incognito na hora de pesquisar, especialmente se fores pesquisar várias vezes o mesmo trecho. Sim, a tecnologia é uma ladra: se pesquisares em uma janela normal, os buscadores detectam que tu tens muito interesse em determinado trecho/datas e os preços começam a subir. Já fiz vários testes nas minhas pesquisas, e isso realmente faz diferença!

3. Eu sou apaixonada pela função “Explorar” do Google Flights! Muitas vezes já escolhi o destino das férias de acordo com o resultado dessa pesquisa! Aqui, mostra todas as opções de voos a partir da cidade escolhida, e pode-se deixar o destino “Para onde?” em branco, para ver preços para qualquer lugar do mundo, ou selecionar filtro de destino como “Europa”, por exemplo. Além disso, há vários outros filtros super úteis para aplicar: preço, horário, duração, datas flexíveis ou específicas, cia aérea, malas, etc.

4. Um dos filtros que eu mais amo é o das datas flexíveis: seleciono para buscar as passagens mais baratas nos meses XYZ e “fim de semana”, e assim escolho os destinos mais baratos para fazer essas viagens curtinhas ao longo do ano, sem comprometer vários dias de férias.

5. Alertas por e-mail são uma função muito interessante que os buscadores de passagem oferecem: tu podes receber no e-mail uma notificação toda vez que um trecho específico esteja a um valor abaixo do que tu determinaste no filtro do site.

6. Para economizar, seja flexível nas datas! O calendário destes buscadores de passagens permite-nos comparar o preço mais baixo de cada dia, sem termos que pesquisar cada um individualmente! Muitas vezes, viagens no meio da semana são muito mais baratas, e podes sempre comparar isso pelos calendários destes sites. Dica: faz a pesquisa como se fosse “só ida“, que assim consegues ver exatamente quais dias são mais baratos para ir e, depois, faz o mesmo para ver as datas mais econômicas para voltar.

Exemplo de simulação só ida de OPO para POA, no Google Flights

7. As passagens mais baratas costumam ser as que tem mais escalas e duração mais longa, mas isso exige disponibilidade de tempo e paciência! Já várias vezes eu optei por escalas longas e aproveitei para conhecer a cidade da conexão (sim, conheci uma cidade a mais, pagando menos).

8. Outra dica, que eu faço sempre que planejo uma viagem, é pesquisar de/para aeroportos próximos, tanto do meu destino final, quanto da origem que pretendo embarcar. Por exemplo: apesar de o meu destino final ser Porto, muitas vezes já comprei passagens para Lisboa e depois fui para o Porto de trem ou ônibus, que dá um custo de aproximadamente €15, enquanto que a diferença no preço da passagem aérea era muito maior.

9. Comprar trechos separadamente também pode ser uma boa estratégia, mas tenha cuidado! Sempre que vou ao Brasil, vou a Porto Alegre, mas as passagens costumam ser mais caras de/para POA. Por isso, nas últimas vezes, comprei cada trecho separadamente (POA x SP, SP x LIS, e depois fui de trem de Lisboa para o Porto), e acabou ficando mais econômico. Mas, atenção: se fizeres isso, tenha o cuidado de pegar voos com um intervalo grande na escala, para evitar o risco de perder o segundo voo, em caso de atraso/cancelamento do primeiro (como as passagens não são vinculados, a cia aérea não se responsabiliza). Confirma também que as malas de porão estão inclusas em todos os trechos, ou vais ter que pagar adicional para cada voo.

10. Atenção ao que está incluso na tarifa que escolheres: as companhias aéreas agora oferecem bilhetes promocionais, mas sem direito à marcação de assento ou a malas de porão. Calcula quanto seria o custo das malas adicionais e veja se realmente aquela promoção vale a pena!

Gostaste deste artigo? Então compartilha com aquela pessoa que também ama viajar e que pode gostar deste conteúdo e das outras dicas que compartilho por aqui! Um beijo, e boas viagens e descobertas!

Para mais dicas e descontos, clica no banner abaixo ou aqui!